fbpx
Copywriting

Você sabe qual a diferença de Cliffhanger e storytelling? Veja agora

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Saber a diferença de Cliffhanger e Storytelling é essencial para qualquer pessoa que deseja criar campanhas mais assertivas. Seja na web ou em meios tradicionais de marketing.

Ambos os termos são essenciais na produção de estratégias de marketing, uma vez que auxiliam diretamente na transmissão da mensagem. Contudo, apesar de muita gente achar que ambos representam a mesma coisa, eles são complementarmente diferentes.

Nesse artigo, vamos explicar qual a diferença de Cliffhanger e Storytelling, e também mostrar como esses conceitos podem ser aplicados dentro do marketing digital. Então não deixe de ler até o final!

Entenda a diferença de Cliffhanger e Storytelling

Os dois conceitos Cliffhanger e Storytelling podem ser usados na hora de desenvolver campanhas. Inclusive, eles normalmente são utilizados de forma conjunta. 

Mas para que você entenda melhor essa aplicação, vamos explicar o que cada um representa.

Cliffhanger 

Cliffhanger, que em tradução livre significa “a beira do abismo” nada mais é que um recurso utilizado dentro da elaboração de roteiros de ficção. Basicamente, ele se caracteriza pela exposição de um personagem a alguma situação limite, que tenha também uma revelação supreendente.

Esse tipo de recurso é amplamente utilizado dentro das séries e filmes, como uma forma de prender a atenção do expectador. A ideia desse recurso é justamente construir a expectativa da audiência através do suspense.

Com toda a Certeza você já deve ter visto essa estratégia sendo aplicada em diferentes séries e filmes, em cenas emblemáticas como em The Walking Dead, Lost, Grey’s Anatomy entre outras. 

Mas também existem vários outros exemplos da utilização do Cliffhanger dentro do marketing.  A Budweiser, por exemplo, já empregou várias vezes esse recurso em seus comerciais, principalmente os que iam ao ar durante o Super Bowl. 

https://www.youtube.com/watch?v=TPKgC8KPBMg

O Cliffhanger pode ser usado tanto para despertar a curiosidade emocional, como no caso acima, como, também, sobre as funcionalidades ou vantagens de um produto. Um bom exemplo é o comercial da Audi em parceria com a franquia Homem-Aranha.

https://www.youtube.com/watch?v=wHQtaV8LEn0 

Por isso essa é uma estratégia amplamente utilizada dentro do marketing. 

Storytelling

O storytelling, por sua vez, é a narração de histórias por meio de um enredo, juntamente com outros recursos, inclusive, audiovisuais. Ao longo dos últimos anos essa técnica vem ganhando cada vez mais espaço dentro do mundo marketing.

Isso porque, o caráter persuasivo desse recurso ajuda diretamente na construção de uma identidade sólida e mais próxima do público, bem como na venda de produtos e serviços de maneira indireta. 

No caso do storytelling, ele pode ser aplicado de diversas maneiras, sendo a mais comum os comerciais.

Essa narração pode ser usada para explorar diversas mensagens que a própria marca deseja passar, como, também, ressaltar os diferenciais do produto ou serviço em questão. 

https://www.youtube.com/watch?v=dD6r53DWxwk

A Heineken é uma das marcas que utiliza há algum tempo essa estratégia. Seja para ressaltar novos produtos, como, também, para explorar as diversas nuances de seu público-alvo. 

O grande diferencial desse tipo de estratégia é que ela consegue transmitir e despertar emoções no público, trabalhando assim o laço entre a marca e o consumidor. 

Como usar Cliffhanger e Storytelling no marketing digital? 

Agora que você já sabe a diferença de Cliffhanger e Storytelling, vamos dar algumas dicas de como usar essas duas técnicas em suas estratégias de marketing digital. Confira! 

  1. Mostre a personalidade da sua marca

Os consumidores estão cada vez mais em busca de marcas com personalidade, que se mostrem mais do que empresas. Eles buscam por humanidade, paixão e ideais. 

Não é à toa que o uso desses dois recursos tem feito tanto sucesso.

Nossa primeira dica para usá-los é mostrar a personalidade da sua marca. As pessoas querem saber mais sobre como as marcas se posicionam, e quais valores elas empregam. 

Use isso a seu favor para construir uma identidade mais sólida.

  1. Use os gatilhos mentais em conjunto 

Mais uma das dicas para usar Cliffhanger e Storytelling é apostar, de forma conjunta, nos gatilhos mentais.

Nós já comentamos algumas vezes aqui no blog como eles são poderosos recursos para vender mais, estimular a fidelização, e também ajuda na construção de uma identidade mais forte dentro da web. 

Ao criar estratégias de marketing, lembre-se sempre de mostrar que aquilo que está sendo oferecido ao consumidor é algo único e imperdível. 

  1. Histórias reais 

Outra forma de utilizar essas duas técnicas dentro das suas estratégias de marketing digital é por meio da utilização de histórias reais dos consumidores. 

Diversas marcas já utilizaram esse tipo de abordagem, pois, ela permite uma aproximação ainda maior com o consumidor. Isso porque, ele se identifica muitas vezes com as dores apresentadas, personagens ou até mesmo o enredo em si. 

Então vale a pena testar esse tipo de abordagem também. 

Cuidados na hora de usar Cliffhanger e Storytelling

Apesar das técnicas de Cliffhanger e Storytelling serem amplamente utilizadas dentro do marketing de modo geral, é preciso ter cuidado ao implementá-las dentro de suas estratégias.

Isso porque, elas podem trazer efeitos negativos, quando usadas de forma incorreta. Já houve casos, por exemplo, em que as marcas tentaram contar histórias irreais, mas como se fossem verdadeiras. 

O que prejudicou diretamente a imagem delas. 

Além disso, é preciso ter em mente que o consumidor sabe identificar quando um discurso está sendo vendido apenas para gerar lucro, mas sem realmente representar o que a marca prega. 

Por isso, antes de usar esse tipo de estratégia, sempre busque trazer o máximo de realidade para o seu consumidor. Não tente, de nenhuma maneira, apresentar algo que não é verdadeiro apenas para tentar se aproximar. 

Os consumidores querem marcas humanas e verdadeiras, e não empresas que tentam camuflar. Mais do que isso, eles querem ser ouvidos e valorizados como pessoas, e não serem considerados apenas números dentro de uma planilha de resultados. 

Tomando esses cuidados básicos, você verá como as técnicas de Cliffhanger e Storytelling poderão ajudar na construção de uma relação próxima entre o seu negócio e o seu público-alvo. 

Quer mais conteúdos como esse? Então não deixe de assinar a nossa newsletter e receba tudo em primeira mão!

Growth Hacker especialista em E-commerce, inbound e Branding. Idealizador do projeto e-commerce na Rock Content e com a carreira voltada para a inovação tendo atuado no GOV-MG, Sebrae e Bolt Brasil

Deixe um comentário

Pin It

Assine nossa newsletter

48.000 pessoas não podem estar enganadas.

Não enviamos SPAM. Seus dados estão seguros.