fbpx
Copywriting

Copywriting: tudo o que você precisa saber

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Você já pensou em criar textos que vendem? Já pensou em uma forma que convença o seu público a realizar alguma ação específica?

Então, provavelmente, você já faz copywriting, sem nem mesmo saber. 

Copywriting é a capacidade de criar textos persuasivos com conteúdo que faz a diferença na estratégia de marketing da sua empresa, aumentando o número de conversões.

Quer entender melhor sobre o assunto? Continue a leitura.

O que é copywriting?

Copywriting é a técnica de produção de conteúdo usada como estratégia de marketing, que objetiva convencer o leitor a realizar uma ação específica.

É a criação de textos que guiará o usuário até a tomada de decisão, é uma escrita que usa elementos de persuasão voltada para conversão.

Apesar do termo copy nos levar automaticamente à ideia de cópia, não é esse necessariamente o propósito.

O tipo de escrita de um copywriting está ligada à sua reprodução massiva que não deve ser confundida com apropriação de conteúdo. Afinal, um dos seus segredos é a própria originalidade do texto, que deve ser pensado com base nas características, hábitos e interesses do público-alvo.

Como surgiu?

O surgimento de copywriting foi em 1828, quando Noah Webster definiu pela primeira vez o termo copy como “algo original que deve ser imitado na escrita e na impressão”.

Em 1870, o termo não era mais assim definido. Era considerado um Copywriter o profissional que escrevia anúncios diferentemente de um redator de notícias. No século XX, portanto, nada mais era do que um redator publicitário.

Com o passar dos anos e a com a disseminação da internet e o crescimento do Marketing Digital, o Copywriting ganhou novas definições que o afastou cada vez mais da publicidade.

Objetivo

A chamada para ação é o elemento principal de uma copywriting. E é partir dessa técnica que é possível convencer e cativar a atenção do visitante de um site ou blog e fazer com que ele siga as instruções que são dadas.

Então, essa técnica de produção de conteúdo objetiva educar e capacitar a persona sobre determinado produto ou serviço, a fim de convencer o leitor que aquele produto ou serviço é o melhor e o ideal para ele. 

Copywriting, redação publicitária e marketing de conteúdo

 

Enquanto o copywriting trabalha com uma forte pesquisa das necessidades dos compradores, sendo mais apropriado para as estratégias de atração, em que o processo de venda se estende em um processo persuasivo, visando os resultados a curto prazo daquela ação, a redação publicitária está mais envolvida com a construção da imagem da marca, pensando em ações que farão seu projeto ser reconhecido pelo público.

 

Já o marketing de conteúdo se preocupa mais com a jornada do consumidor. Geralmente, os resultados do marketing de conteúdo são percebidos somente a médio e longo prazo.

 

Ele objetiva atrair, cativar e educar o público-alvo por meio de conteúdos que sejam relevantes e ricos para uma audiência específica, abandonando a velha publicidade invasiva para tornar as empresas educadoras.

 

Vale ressaltar que o Copywriting surgiu da redação publicitária. Ele estimula o leitor a tomar decisão e é parte essencial para sua estratégia de marketing de conteúdo, e vice-versa. Já a função do Marketing de Conteúdo é engajar e atrair o público-alvo por meio de conteúdos educativos e de qualidade.

 

O propósito do Copywriting é aumentar a experiência do consumidor, conduzindo-o etapa por etapa no funil de vendas, por meio de conteúdos estrategicamente preparados até o seu destino final que é a conversão.

 A intenção tanto do marketing de conteúdo quanto do copywriting é trazer o leitor para dentro dessa narrativa. E para isso é preciso conhecer a fundo aquele que consumirá o conteúdo.

Como construir uma estratégia de Copywriting?

Obviamente, escrever bem é muito importante, mas para produção de conteúdo para marketing digital não é o suficiente para converter o leitor em um cliente. Para isso, três mandamentos básicos devem ser respeitados:

  •         inspirar o leitor;
  •         criar um relacionamento com a marca;
  •         motivar os leitores a tomarem uma atitude em relação ao serviço ou produto.

Além disso, outros elementos essenciais devem ser observados ao planejar uma estratégia de Copywriting. Confira a seguir.

Pesquisa

Pesquisa e dedicação são fundamentais para a produção do melhor conteúdo possível, que seja realmente relevante para a persona, capaz de entretê-la e educá-la.

Objetivo

Os seus posts não devem ser de maneira indiscriminada. Por isso, estabeleça objetivos e trace um trajeto para o cliente dentro do funil de vendas.

Adote o calendário editorial, com ele você poderá programar a publicação de conteúdos e o lançamento de campanhas estrategicamente, inclusive, explorando feriados e datas comemorativas.

Exclusividade

Para ter destaque e conquistar a confiança do seu leitor, um dos elementos essenciais do Copywriting é a exclusividade.

Portanto, seja criativo, invista em pesquisas e garanta que o seu conteúdo seja único, com informações inéditas e relevantes para a sua persona.

Otimização

A SEO (Otimização para Mecanismos de Busca) ou SEM, (saiba a diferença Entre SEM e SEO) é fundamental para garantir que seu site tenha uma boa posição no ranking de pesquisas e seja encontrado pelos usuários.

Análise

O seu trabalho não termina quando o artigo é publicado. É necessário acompanhar de perto as métricas, observar se os conteúdos atingindo bons resultados e quais táticas devem ser potencializadas ou evitadas.

Principais técnicas de Copywriting

Vamos descrever abaixo algumas técnicas que devem ser adotadas para garantir um copywriting de sucesso. 

Saiba quem é o sua persona (ou avatar)

É importantíssimo saber para quem está escrevendo. Portanto, defina a sua persona.

A persona, já definida melhor em outro artigo, é uma personagem semi fictícia que representa seu cliente ideal a partir de dados reais.

Por isso é fundamental definir idade, sexo, ocupação, interesses, hobbies e qualquer outro tipo de informação que seja relevante para entender o perfil e o comportamento dessas pessoas.

E assim, produzir conteúdos voltados aos seus potenciais clientes, aumentando a possibilidade de conversões.

Estabeleça o tom e a linguagem certos

Após definir a persona é fundamental estabelecer o tom e a linguagem que para os seus conteúdos.

Crie títulos matadores. Ele é o primeiro contato que o seu leitor tem com o seu texto e também é um dos elementos mais relevantes para os motores de busca.

Ele precisa ser direto, conter a palavra-chave e não deve ultrapassar 55 caracteres, isso garantirá que ele apareça completo no ranking de pesquisas.

Crie uma conexão com o leitor

Para criar conexão é fundamental que você liste as estratégias que devem ser adotadas para fazer com que o leitor sinta que aquele conteúdo foi escrito pensando nele.

Aposte em verbos de ação

Para que o leitor sinta que se não ele seguir o que você diz ele perderá uma grande oportunidade use verbos no imperativo, principalmente no título, intertítulos e CTA. Você precisa que ele compreenda a mensagem e saiba o que deve ser feito.

Faça comparações

Utilize analogias e metáforas. Mas, evite comparações diretas com a concorrência.

Além disso, o nosso cérebro constrói novas memórias a partir de outras, estabelecendo conexões entre elas. Por isso, as pessoas são mais receptivas a informações familiares.

Sendo assim, tente resgatar algum conceito que seja familiar e associe-o à ideia que está transmitindo.

Utilize números e pesquisas

Use números no título indicando quantas dicas dará no seu texto. Se pretende comprovar alguma informação, cite dados e pesquisas e não se esqueça de linkar o endereço de onde tirou essa informação. 

Antecipe-se às objeções

Um dos principais objetivos do Copywriting é quebrar objeções. Antecipe-se e as identifique durante a pesquisa e a criação de personas.

Trabalhe sua capacidade de persuasão

A persuasão é a essência de um Copywriting.

De acordo com Robert Cialdini, no livro As Armas da Persuasão, o comportamento humano é governado por seis princípios psicológicos fundamentais, que geralmente nos levam a agir de forma quase que automática.

Por isso, é fundamental compreendê-los para aumentar o seu poder de convencimento. Acompanhe:

  • reciprocidade — por natureza, nós retribuímos uma ação com outra ação equivalente. Então, é preciso oferecer algo de valor ao seu consumidor se quiser que ele faça algo para você;
  • prova social — temos tendência a seguir o comportamento de outras pessoas, por isso, os depoimentos e cases de sucesso são poderosos para aumentar a credibilidade do seu conteúdo;
  • afeição — Nos conectamos mais a pessoas com quem temos mais afinidade. Desse modo, tendemos a dar mais atenção e respeito ao vendedor que vive ou já viveu um problema semelhante ao nosso;
  • autoridade — Tendemos a respeitar mais aqueles que têm mais experiência, aqueles que julgamos mais superiores, não no sentido literal. Esse tipo de autoridade nos transmite credibilidade.
  • coerência — baseia-se em cumprirmos algo a que nos determinamos previamente e publicamente. Assim, nos sentimos pressionados a nos comportar e entregar o resultado anunciado;
  • escassez — tendência que temos é de crer na máxima, quando sentimos a possibilidade de perder algo e são aguçados desejos de livrarmos da sensação de perda. Por exemplo: “Vagas limitadas”, “entrevista exclusiva”.

No marketing digital, são comumente chamados de gatilhos mentais e muito usados na estruturação de vídeos nuggets. Esses gatilhos devem ser utilizados apenas como uma base para seus argumentos, nunca apresentados explicitamente.

Conte histórias

Conte histórias convincentes. Essa é uma das formas mais eficazes de atrair, engajar e conectar-se com seu público. Essa estratégia é conhecida como Storytelling.

As histórias fazem com que as pessoas vivenciem a informação recebida. Mas, sem exageros, pois uma história persuasiva não requer os detalhes e nuances de uma obra literária.

Faça perguntas que obterão respostas positivas

Faça pergunta, mas que ela seja estruturada como afirmação. O leitor além de concordar com o que está dizendo, sentirá que aquela é uma verdade indiscutível.

Escreva como você fala

Quando você escreve de forma parecida com a sua fala, o texto fica mais natural, sem transparecer que quer anunciar uma venda, permite sua aproximação do leitor, ajuda a contar histórias e ainda facilita a leitura.

Dê ênfase ao principal tópico do texto

 

Todo o texto tem a introdução, o desenvolvimento das ideias e a conclusão. Por isso, é necessário reforçar o assunto principal a todo momento. E na introdução deve ser feita uma apresentação do produto ou do tema.

Venda os benefícios e a experiência

Mais importante do que falar sobre as características é explicar sobre os benefícios e a experiência que o cliente está prestes a adquirir.

Foque em descrever os benefícios e a experiência que o seu cliente está prestes a adquirir, assim terá a conexão é emocional.

Habilidades de um copywriter

Se você pretende se tornar um copywriter existem algumas habilidades que você deve ter ou aprimorar:

  • Estimule sua criatividade;
  • Crie autoridade;
  • Seja persuasivo;
  • Seja objetivo.

Elementos e gatilhos imprescindíveis para um Copywriting 

Mostraremos aqui os onze elementos e gatilhos mais importantes para um copywriting. Eles não precisam estar todos necessariamente no texto. Alguns já até citamos anteriormente:

  • Urgência;
  • Conexão;
  • Especificidade;
  • Transformação;
  • Exclusividade;
  • Reciprocidade;
  • Aprovação social;
  • Afeição ou afinidade;
  • Autoridade;
  • Compromisso e coerência;
  • Escassez.

Erros mais comuns de Copywriting

 

Reunimos neste tópico alguns dos principais equívocos de copywriting.

  • Exagerar nos benefícios do produto ou serviço apresentado: não force a barra. Você deve valorizar sua oferta, mas sempre com base nas suas funcionalidades reais e sem usar propaganda enganosa;
  • Não revisar o material: nunca deixe de passar um pente fino na copy, para evitar erros comprometedores;
  • Escrever de forma técnica: pare de usar termos técnicos e use uma linguagem amigável na sua copy;
  • Não instigar o leitor: não poupe criatividade e dê sabor, ritmo e encanto aos textos;
  • Subestimar o leitor: não subestime a inteligência e a capacidade do seu público com clichês e excessos desnecessários.

Para otimizar suas páginas com Copywriting e SEO

Aqui vamos dar algumas dicas para otimizar as suas páginas e deixá-las mais atrativas.

CTA

Aparece no final do texto e indica para o leitor a próxima ação que ele deve realizar, pode ser baixar um ebook, assinar a newsletter, por exemplo. Deve ser pensado estrategicamente de modo a garantir que o leitor permaneça por mais tempo em sua página.

Experiência do usuário (UX)

Observe, por exemplo, a formatação do seu texto, o tamanho da fonte escolhida e os aspectos visuais e o design da página, de modo a garantir que o usuário consiga ler e compreender tudo, independentemente da plataforma utilizada. Isso garantirá uma melhor experiência ao usuário.

Palavra-chave

É analisando as palavras-chave que tornam possível que o seu público o encontre a partir dos buscadores. Para que funcione, o ideal é que a palavra-chave apareça pelo menos 3 vezes em diferentes locais, além do título, na introdução, um dos intertítulos e na conclusão.

Escaneabilidade

É a estratégia que visa facilitar a leitura, a escaneabilidade é a técnica que torna possível o escaneamento de um post e uma leitura dinâmica do texto, acelerando o entendimento do que vai ser abordado nele.

Link building

Ao fazer link building, você tornará o seu conteúdo ainda mais rico e completo. Por isso, invista em links internos, externo e guest posts.

Agora que você já conheceu um pouco mais  sobre Copywriting, assine nosso newsletter e fique por dentro de outros assuntos do universo do Marketing Digital.

Publicitário, artista, empreendedor por natureza, em busca do meu 1º unicórnio.

Deixe um comentário

Pin It

Assine nossa newsletter

48.000 pessoas não podem estar enganadas.

Não enviamos SPAM. Seus dados estão seguros.